Ansiedade?

A pergunta mais frequente que escuto nos atendimentos é: como lidar com a ansiedade para conseguir emagrecer?

Primeiro vamos entender melhor do que se trata esse estado da mente, tão comum e generalizado ultimamente. A famosa ansiedade está relacionada a uma grande euforia do SNC (sistema nervoso central), desencadeada por uma descarga do neurotransmissor Noradrenalina.

Nos sentimos ansiosos normalmente quando detectamos algum perigo. Ela possui sintomas físicos como dor de cabeça, taquicardia, tensão, suor e em casos mais graves evolui para a síndrome do pânico. Sua origem pode estar relacionada a questões genéticas ou a uma problemática segunda infância, já que está ligada a insegurança emocional.

A necessidade de sentir-se confortável e seguro está por trás desse cenário. Sentimos medo de perder nosso conforto, estabilidade, afetos, amigos e etc. As vezes apenas vivenciar uma situação nova, inesperada ou desconhecida já desperta ansiedade.

E na dieta?

Podemos interpretar que o início do emagrecimento causa tensão em nosso emocional, pois saímos da zona confortável de alimentação sem regras, para emergir em um mundo totalmente “restritivo” e “castrativo” inicialmente. E continua difícil com o passar do tempo, pois emagrecer vem acompanhado da sensação de privação, tanto alimentar, quanto social e por isso sentimos medo.

Nossa defesa instintiva é acelerar a mente e tentar assumir o controle dessa determinada situação. A vaidade e a necessidade de conquistar os interesses e desejos também gera ansiedade. Sabemos que quanto mais você acelerar seus pensamentos diante das emoções, mais desequilíbrio e confusão mental poderá sentir.

É como se a sua mente tentasse criar uma maneira de resolver aquele problema de forma imediata, mas na grande maioria dos casos você não consegue a solução naquele momento, entrando em um ciclo de excitação e angustia.

Um exemplo claro seria: a pessoa decide iniciar uma dieta na segunda-feira. Imediatamente a sua mente começa a buscar formas de como começar um plano alimentar, perguntando-se: “será que posso fazer isso funcionar?” e não tem respostas prontas. Começa o looping da ansiedade. O indivíduo tenta acessar as experiências já vividas, não encontra sucesso nas dietas anteriores e apressa o pensamento, prejudicando assim seu raciocínio e sua capacidade de acreditar. Em muitos casos surge o efeito contrário, ao invés de emagrecer, a pessoa desconta sua ansiedade nos alimentos e tem o “efeito sanfona”.

ansiedade-x-alimentacao

Fonte: http://www.diversidadefeminina.com/2015/09/ansiedade-x-alimentacao-nutricionista.html

 

O que fazer então?

Desacelerar.

  • Respire fundo, procure entender o que está acontecendo de maneira racional.
  • Obtenha informações novas, não se baseie somente nas experiências passadas e ruins.
  • Tente não pensar somente na dificuldade, distraia a mente com coisas positivas.
  • Não tenha pressa para se livrar de tudo que causa estranheza.
  • Acalme suas emoções. Conviva com a insegurança. Mente desacelerada é sinônimo de mente equilibrada.

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

EFRAIM, Isaac; Hermann, Rosana. Tudo o que a grande mente capta. Editora: Gente. Ano: 1993.

Psicóloga, trabalho com acompanhamento psicológico para o emagrecimento e escrevo textos sobre a relação entre mente e alimentação.